Família Kumm

Aos poucos fotografamos o mundo

›› Expedições ›› Vamos Kumm Tudo

Partida: 27/02/2016

Let Kumm Everything will be a photographic expedition, which will seek the street games, children, the countries through which we pass. The expedition has not pre script defined and will be fully funded by our photography work. We sell our photos in public places where we go. The money of the pictures will be to fund our dispesas, mainly diesel. If you are interested in helping please contact us by email or by familiakumm@yahoo.com.br whatapp +554899820241.

Vamos Kumm Tudo será uma expedição fotografica, que buscaremos as brincadeiras de rua, das crianças, dos países por onde vamos passar. A expedição não tem roteiro pré definido e será totalmente financiada pelo nosso trabalho de fotografia. Venderemos nossas fotos nas praças públicas por onde passarmos. O dinheiro das fotos sera para custear nossas dispesas, principalmente o diesel. Se você tem interesse em ajudar entre em contato pelo e-mail familiakumm@yahoo.com.br ou pelo whatapp +554899820241.

Brasília

Data: 17/03/2016 08:00:00

André e Julia nos deixaram e foram trabalhar e nós ficamos arrumando as coisas no carro. Eles têm uma cachorra, de nome Pretinha. E vem o Walfredo correndo dizendo a Pretinha fugiu e saiu correndo morro gritando Pretinha. Todos que passavam ficava olhando e eu fui procurar a pretinha dentro de casa e ela estava lá faceira na cama. Depois de meia hora chega o ele todo esbaforido dizendo era um cachorro, não era a pretinha. Acho que rimos por uma meia hora.

Não conseguimos chegar no mesmo dia em Brasília e dormimos num posto JK lá comemos pinhão, queijo, tomate e pão. As conversas com os caminhoneiros renderam uma visita no parque das Pedras, na Fazenda Sucupira

Chegar em Brasília foi uma Aventura. Marcamos a casa do Paulo e da Celma como ponto de chegada, estávamos vindo maravilhosamente bem quando olhamos a ponte e esquecemos do GPS. Então caímos no centro do Brasília. Nesta época a política está pegando fogo com pessoas contra o governo e outros a favor. E foi neste clima que percorremos a cidade, cortando de ponta a ponta.

Chegamos no Paulo e ele com aquele sorriso, mostrando estar contente da nossa presença, imediatamente foi mostrando tudo e nos deixando, correu para cozinha e fez um delicioso carreteiro. Edison apareceu lá e matamos a saudade. Ele nos deu duas almofadas que você abre o feche elas transformam em edredom e também serve de travesseiro. A noite chegou Evaldo e Saionara, muita conversa de aventuras e viagens.

No outro dia Evaldo chegou cedo para nos levar uma manhã fotográfica. Nossa primeira parada foi a Torre da TV Digital, tivemos sorte ela estava aberta. Só que o tempo que você pode ficar lá em cima não dá tempo de fotografar, apreciar a paisagem e ver a exposição de fotografia que rolava. De lá fomos para o centro cívico estava gostoso fazer fotos em três, gosto muito pois passamos a trocar informação. Dali fomos para ponte, arrisquei a fazer umas simetrias.

Evaldo tinha um churrasco para ir e nos levou. Lá conhecemos um senhor, que era proprietário da casa, que tinha um conhecimento histórico de Brasília. Ficamos por muito tempo ouvindo suas histórias e no final achei ele uma pessoa solitária, triste e rica. Conhecemos muitas pessoas e trocamos informação, estava bem legal.

O Evaldo queria que nos conhecêssemos um parque onde as pessoas fazem pic-nic e banham-se no lago de Brasília. Caminhamos um pouco, fizemos algumas fotografias e saímos para encontrar com Maria para ir uma festa que Paulo e Celma estavam preparando para nós.   

 

›› Diário da Expedição


Voltar
  • Facebook
  • Facebook
  • Twitter
  • Twitter
  • Twitter

 

 




familiakumm@yahoo.com.br +55 (48) 99655-2507
SITE com ARTE
Restrito